Novidades | Shopping Guararapes recebe exposição sobre trabalho infantil

09 jun 2017Shopping Guararapes recebe exposição sobre trabalho infantil

Ação da Agência Um, em parceria com Ministério Público do Trabalho, a mostra ficará exposta no mall, de 12 de junho a 30 de junho.

Em vez de lápis e caderno, um pedaço de madeira. No lugar da mochila, um saco de mandioca. A mão de obra infantil afeta milhões de crianças e adolescentes no Brasil, triste realidade que prejudica o futuro e destrói os sonhos. Para promover reflexão e o debate sobre o tema, o Mistério Público do Trabalho em parceria com o Shopping Guararapes realizam, de 12 de junho até 30 de junho, no mall, a exposição “Não Cale”. A exposição faz parte de uma campanha nacional, intitulada “Trabalho infantil: Se você se cala, ele não para”, que segue com divulgação por outras cidades do Brasil.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD 2015), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontou o número de 2,672 milhões de crianças e adolescentes, na idade entre 5 a 17 anos, que trabalham no Brasil. Em Pernambuco, houve um aumento de cerca de 12% nos números. Antes, eram 109.000. Atualmente, são 122 mil. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), 85 milhões de crianças no mundo estão enquadradas nas piores formas de atividades. Esse número corresponde a 51% do total do trabalho infantil no mundo.

 

No Brasil, a Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente – COORDINFÂNCIA do Ministério Público do Trabalho tem como objetivo promover, supervisionar e coordenar ações contra as variadas formas de exploração do trabalho de crianças e adolescentes, dando tratamento uniforme e coordenado para este problema. Grande parcela desses jovens vivem na pobreza e são forçados a complementar a renda familiar, muitas vezes fazendo tarefas pesadas e perigosas.

 

De acordo com a procuradora do Trabalho, Jailda Pinto, a ação tem o objetivo de mobilizar a sociedade quanto à necessidade de prevenir e denunciar o trabalho infantil, que provoca consequências graves e profundas na saúde, na autoestima, na aprendizagem, na inserção social e no desenvolvimento. Crianças e adolescentes que trabalham apresentam dificuldades no desempenho escolar, o que leva ao abandono dos estudos. Por chegarem à escola cansados, não conseguem assimilar os conhecimentos passados para desenvolver as suas habilidades e competências. Isso mina suas chances de vivenciarem a infância e de buscarem um futuro melhor, destacou a procuradora.

A exposição possui curadoria de Daniel da Hora, CCO da DHLO e com extenso currículo de montagem de exposições. Ela visa promover a reflexão e o debate sobre a questão, além de mostrar que qualquer cidadão pode denunciar o trabalho infantil.

Exposição “Não Cale”
Data: 12 a 30 de junho de 2017
Local: Shopping Guararapes
Horário: De acordo com horário de funcionamento do mall